Qual o melhor estilo de liderança?

Rounded Button Secondary 2

A liderança é mais sobre a necessidade das pessoas que fazem parte de uma organização, do que sobre a si próprio. É importante ser adaptada conforme as exigências específicas do time e do seu objetivo – ou no caso, essa seria a forma inteligente de liderar. Alguns dizem que liderar é uma arte a ser aprendida, outros dizem que um líder já nasce com essa técnica de decidir, conduzir e motivar.

No livro “A inteligência emocional na formação do líder de sucesso”, Daniel Goleman descreve os seis estilos diferentes de liderar. Lá, ele explica que os líderes mais eficazes podem ser flexíveis entre esses estilos, adotando aquele que atende melhor às necessidades do momento.

Vamos apresentar esses estilos:

Visionário

Este estilo é o mais apropriado quando uma empresa precisa de uma nova direção. Seu objetivo é orientar as pessoas em direção a sonhos compartilhados, ou seja, um novo objetivo. “Os líderes visionários fazem uma articulação para orientar onde um grupo irá, mas não como chegará até lá – deixando as pessoas livres para inovarem, experimentarem e assumirem riscos calculados”, escreve o Sr. Goleman.

“Um líder leva pessoas para onde elas querem ir. Um grande líder leva pessoas aos lugares em que elas não necessariamente querem ir, mas deveriam ir.” – Rosalynn, Carter.

Coaching

Este estilo concentra-se no desenvolvimento de indivíduos, mostrando-lhes como melhorar o seu desempenho e ajudando a conectar seus objetivos com as metas da empresa. É conhecido como um treinamento one-on-one. Coaching funciona melhor, o Sr. Goleman descreve, “com os funcionários que demonstram iniciativa e almejam desenvolvimento profissional.” Mas, é importante os líderes terem em mente que coaching não significa um gerenciamento pessoal do funcionário, ou seja, o líder ajuda a desenvolver as capacidades já existentes no funcionário e não fazer um microgerenciamento.

“Contrate caráter, treine habilidades.” –  Peter Schutz, empreendedor.

Grupo

Este estilo enfatiza a importância do trabalho em equipe e cria harmonia num grupo, conectando as pessoas entre si. Essa é uma abordagem valiosa quando é necessário aumentar a harmonia da equipe e melhorar a comunicação entre o time. Isso faz com que o trabalho fique mais em sintonia, criando processos que auxiliam tanto os funcionários quanto a empresa.

“Uma boa liderança é sobre experiências humanas. Não é uma fórmula ou programa, é uma atividade humana que vem do coração e leva em consideração os corações de outras pessoas. É uma atitude, não uma rotina.” – Lance Secretan, professor e especialista em liderança.

Democrata

Este estilo baseia-se em conhecimentos e competências das pessoas e cria um compromisso do grupo para os objetivos e metas resultantes. Apesar de ser uma das formas mais corretas, no caso de consenso entre organização e direção, pode ser desastroso em tempos de crise, quando eventos urgentes exigem decisões rápidas.

“Muitas empresas acreditam que pessoas podem ser trocadas entre si. Pessoas realmente talentosas nunca são. Elas têm habilidades únicas. Pessoas assim não podem ser forçadas em posições na quais não se encaixam, e nem deveriam. Líderes eficientes permitem grandes pessoas fazerem o trabalho para o qual nasceram para fazer.” – Warren G. Bennis, professor.

Ritmo

Assim como a própria palavra já diz, o líder estabele o ritmo do desempenho da organização, estabelecendo altos padrões para que seja feito da melhor maneira – também conhecido como Pacesetter. Esse tipo de líder é obsessivo em fazer as coisas da melhor e mais rápida maneira possível. Ele exige o mesmo dos seus funcionários ou time. Porém, é sempre bom lembrar em usar com moderação esse tipo de liderança, pois poderá afetar a moral dos funcionários, dando a impressão que eles estão sempre falhando. Isso pode ser negativo para o clima da empresa.

“Não basta que você seja inteligente, pense mais e seja criativo. Tudo isso é importante, você precisa disso, mas deve converter tudo em ação. Isso vai fazer você se tornar um profissional bem sucedido.” – Ram Charan.

Comandante

Este é o modelo clássico do estilo de liderança “militar” – usado na maioria das vezes, mas cada vez menos frequente pelo fato de não ser tão eficaz. Esse estilo emprega um louvor ao líder e distribui críticas ao time. Essa forma de liderança torna-se uma versão mais dura do Pacesetter, e faz com que o clima na empresa não seja positiva.

“Um exército de ovelhas liderado por um leão derrotaria um exército de leões liderado por uma ovelha.” – Provérbio Árabe.

Artigo original em inglês: Which of These Six Leadership Styles Works Best?

bhp