Como um modelo de negócios Canvas pode ajudar no planejamento?

Rounded Button Secondary 2

Existem diversas formas para se fazer um bom planejamento, um deles é o utilizando o modelo de negócios Canvas.

Mas afinal, o que é um Modelo de Negócios Canvas?

O Modelo de Negócios Canvas foi desenvolvido pelo empreendedor suíço Alexander Osterwalder. Com ele, é possível descrever de forma clara e concisa a ideia de negócio. É como se fosse o resumo do seu plano de negócio, contendo apenas as informações-chave sobre a sua ideia, seus canais de distribuição, seus clientes e suas finanças.

“Um Modelo de Negócios Canvas descreve a lógica de criação, entrega e captura de valor por parte de uma organização. ” A. Osterwalder

A principal ideia desse estilo de planejamento é oferecer a visualização da sua ideia de negócio em uma única folha. É também uma forma de padronizar a apresentação concisa de um planejamento, senão teríamos diversos resumos e com diferentes informações e formatos. Por isso, não hesite em organizar suas ideias iniciais em um modelo de negócios Canvas.

Veja como exemplo o nosso modelo Canvas – SmartCanvas:

screenshot Canvas

Descrevendo uma ideia

Apesar de ser bastante claro e intuitivo o que precisa ser inserido em cada campo do modelo de negócios Canvas, faremos uma revisão para auxiliar aqueles que possuem dúvidas.

O modelo de negócios Canvas é dividido em quatro perguntas principais e dentro delas os tópicos-chave. Veja a seguir:

1. Como?

Aqui, o empreendedor deve informar sobre seus parceiros-chave, sobre as atividades principais do seu novo negócio e quais são os recursos disponíveis.

  • Parceiros-chave: São as redes de fornecedores, contatos e parceiros essenciais que garantirão o funcionamento e trabalharão junto ou para a sua empresa. Por exemplo: alianças estratégicas com empresas do mesmo ramo, joint ventures, parcerias de marketing, etc. Perguntas-guia: Quem são/poderia ser nossos parceiros-chave? Quais são os recursos oferecidos? Quem são os fornecedores estratégicos?
  • Atividades-chave: São as atividades mais importantes que a sua empresa exercerá e oferecerá. Aquilo que a empresa precisará fazer para funcionar e ter lucro. Por exemplo: Produção de bens, resolução de problemas, canais de distribuição e relação de network.
  • Recursos-chave: são aqueles que permitem à empresa criar e oferecer proposta de valor, atingir mercados, manter relacionamento com clientes e gerar receitas. Ou seja, são os ativos fundamentais para que sua empresa funcione. Por exemplo: recursos humanos e financeiros, ativos físicos e intelectuais.

2. O quê?

Proposta de valor: O que sua empresa oferecerá para o mercado e que terá valor para os clientes. Aqui é representado os pacotes de produtos ou serviços que geram valor para o seu público-alvo, ou seja, como as necessidades e os desejos desses clientes serão atendidos, quais os benefícios oferecidos pela empresa. Por exemplo: inovação, funcionalidade, customização, status, preço/redução de custos, acessibilidade, etc. Perguntas importantes: Que valor entregarei para o cliente? Quais problemas serão resolvidos? Qual a necessidade do meu produto para o mercado? Quais produtos/serviços serão oferecidos de acordo com o público-alvo?

 

3. Quem?

  • Relacionamento com clientes: Aqui você planejará como fará a aquisição e retenção de clientes. Qual será a estratégia para alcanças seu público-alvo. Depois de alcançado, como manter esse relacionamento. Perguntas importantes: Que tipo de relacionamento cada segmento de cliente espera que você mantenha com eles? Como e quais serviços oferecer para manter o relacionamento com os clientes? Por exemplo: cartão de fidelidade, atendimento direto ao cliente, etc.
  • Segmento de clientes: Qual o nicho, quais os diferentes grupos de pessoas ou organizações, com necessidades ou comportamentos em comum e claramente definidos que a empresa pretende servir. É necessário identificar e definir claramente quais são as características e necessidades do público que a empresa atenderá. Perguntas importantes são: Para quem estamos criando valor e quais suas características? Quais são os potenciais clientes mais importantes e como alcança-los?
  • Canais: Qual o meio de comunicação e como a empresa entrega valor para o cliente. Isso inclui: canais de comunicação, vendas e distribuição do produto. É necessário planejar as estratégias de marketing e posicionamento da empresa.

 

4. Quanto?

  • Estrutura de custos: Descreve os principais custos envolvidos na fundação do novo negócio. Após definir as atividades, parceiros e recursos é possível calcular os custos envolvidos no modelo de negócios.
  • Fluxo de receitas: Representa a possibilidade que a empresa terá para obter lucro com os segmentos de clientes do negócio. Cada um desses segmentos poderá gerar um ou mais fluxo de receitas: receita de transação – são os pagamentos únicos feitos pelos clientes. Receita recorrente –aquela que entrega valor ao cliente ou oferece suporte após a compra. Por exemplo, a venda do produto ou serviço, o preço por uso do produto ou serviço, assinaturas, licenças, publicidade, etc – todos esses entram como fluxo de receita. Perguntas a serem feitas são: Quanto o cliente pagaria pelo meu produto ou serviço? Quais as maneiras preferidas nesse segmento de se fazer um pagamento? Se o produto já existe no mercado, qual o valor pago pelo cliente?

 

Conclusão:

O objetivo do modelo de negócios Canvas é oferecer uma visão macro do seu empreendimento e não totalmente detalhado como no plano de negócios. Com o modelo de negócios Canvas, é possível colocar os pontos principais e utilizá-lo como um guia para formular um planejamento mais aprofundado.

Veja nosso infográfico sobre o modelo de negócios Canvas do SmartBusinessPlan – o SmartCanvas.

 

 

bhp