Como fazer uma avaliação inicial da ideia de negócio

Rounded Button Secondary 2

Hora ou outra temos uma boa ideia de negócio que se virasse realidade poderia ser economicamente viável. Ou não. E como saber isso, de fato?

Na maioria dos casos, sabemos que a vontade de testar ideias está presente, mas tem muito a se pensar e fazer antes de colocar no mercado. Algumas “pedras preciosas” que utilizamos como Google, Youtube ou Facebook nasceram de ideias que (além do timing perfeito) foram uma aposta e também passaram pelo processo de planejamento. Por trás de todos esses serviços e produtos, tinha um empreendedor fazendo essas mesmas perguntas e seguindo em frente com seu sonho. Mas existem também aqueles que apostaram e caíram do penhasco em queda livre.

Partindo do pensamento “eu acredito que tenho uma boa ideia e quero abrir uma empresa”. Mas afinal, como decidir se vale a pena persistir? Para isso, vamos analisar alguns pontos pertinentes:

Evite a estratégia do "Oceano Azul”

Essa estratégia é basicamente investir em mercados inexplorados. Mas, por que não investir se ali pode estar escondida uma boa oportunidade?

Não que você não deva fazer isso. Se você tiver capital e sua certeza, vá em frente. Senão, pense no fato de que encontrar uma área onde ainda não exista concorrência real é bastante difícil nos dias de hoje, onde o empreendedorismo cresce a cada ano que passa.

Se você focar em um mercado que já existe, mas que precisa de melhorias, pode ser bem mais prático e eficaz. Como por exemplo, achar um produto ou serviço já presente no mercado, mas que não oferece a qualidade ou utilidade necessária. Inove e transforme-o em algo útil.

Faça uma avaliação

Nada mais simples do que se perguntar: Faço isso por paixão ou por dinheiro? Estou procurando sucesso crescente ou sucesso rápido para a venda da minha ideia e empresa?

É importante encontrar a resposta e o equilíbrio nisso. É necessário, sem dúvidas, acreditar na sua ideia e determinar se realmente existe paixão para correr atrás de tudo, planejar, administrar e fazer acontecer. O dinheiro é importante, mas a determinação e foco pelo seu negócio irá dar aquela força a mais para enfrentar o dia a dia de ser empreendedor.

Estude o mercado e seja realista

Estudar é necessário para quase tudo nessa vida, e empreender não sai dessa lista. É necessário estar a par de todos os detalhes do mercado, por exemplo: quais são as oportunidades, quem é o público-alvo, quem são os concorrentes, que tipo de mão de obra é necessária, etc. Tudo isso poderá ser feito detalhadamente no seu plano de negócios.

Manter o pé no chão deve estar implícito desde o início. Com um pensamento realista você evitará tomar decisões que não fazem sentido para o seu empreendimento.

Para analisar:

Por fim, a lista abaixo poderá auxiliar na hora de analisar os principais pontos que precisam ser pensados antes de abrir um negócio.

  1. Qual o problema a ser solucionado?
  2. Alguém já tentou criar uma solução? Se sim, com sucesso ou não?
  3. Quais são os benefícios específicos do seu produto ou ideia? Faça uma lista.
  4. Especifique as principais características de seu produto ou serviço.
  5. Se essa ideia já existe, o que será inovado?
  6. Quem são seus principais concorrentes?
  7. Você já fez a análise de Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças de seu negócio?
  8. Você conhece alguém da área para te aconselhar?
  9. Você consegue pensar em alguém que se beneficiaria do seu produto ou serviço?
  10. Qual o tamanho do mercado para seu produto ou serviço?
  11. O que será preciso ter lucro? E em quanto tempo? Lembre-se de fazer um plano de negócios completo.
  12. Você precisará de investidores?
bhp